Tempo estimado para leitura deste texto: 2 minutos
CARTA DO MES Faixa Com Logo
Conta-se que São Francisco de Assis inventou o presépio porque queria representar o menino de Belém com todos os desconfortos de uma manjedoura, deitado em palhas entre bois, vacas, ovelhas e asnos. Queria que os camponeses pobres da aldeia soubessem que Jesus era um deles.
 
Oito séculos depois o Papa Francisco convida o mundo todo para a missão de redesenhar uma Nova Economia e uma Nova Educação. Nos dias 18 e 19 de novembro o Projeto Âncora participou do Encontro Nacional pela Economia e Educação de Francisco. As propostas dos encontros do mundo inteiro serão levadas a Assis em 2020.
 
A carta brasileira clama por novos paradigmas na Economia: de colaboração, sustentabilidade, distribuição, comércio justo e consumo consciente. Com Economias no plural, economia circular, do cuidado, camponesa, familiar, das mulheres, da festa comunitária, da comunhão. As economias digitais, do trabalho e dos conhecimentos livres. Economias solidárias e populares, criativas, colaborativas e atuais.

E cita Joseph Stiglitz, Nobel de Economia, que diz ser “fundamental trabalhar a partir da educação em sistemas alternativos que não tenham como premissa a ideia de idolatrar o dinheiro. Temos que buscar desenvolver programas e estudos em torno do conceito da economia circular, que contribuam para uma educação consciente da sustentabilidade ambiental, que requer devolver ao meio ambiente o que lhe é retirado”.
 
À Luz deste novo e emergente sistema financeiro você pode dar o um passo agora colaborando para o Projeto Âncora que já pratica esta economia desde a fundação. Veja as frentes que você pode colaborar:
 
Dia 8 de dezembro – Natal no Circo – Venha, compartilhe e apoie a Vakinha aqui.

Doe parte de seu imposto de renda e faça parte da Transformação social. Veja o passo a passo clicando neste link.

Torne-se pessoa mantenedora da Escola Projeto Âncora a partir de R$20. Só acessar: http://escolaprojetoancora.org.br/caa 

É no espírito de Natal, de renascimento, reflexão e esperança que desejamos a você os melhores votos. Que possamos sempre recomeçar, aprender com os erros e construir um mundo onde ninguém mais precise nascer na rua ou na manjedoura.
 
Feliz Natal e Ano Novo!