Foi assim

 

Img 9593web

 

O Projeto Âncora foi criado em 23 de setembro de 1995 por Walter Steurer e Regina Machado Steurer. Walter, empresário do turismo, ao se aposentar, realiza o antigo sonho de se dedicar a área social e devolver ao país o que sua família, de imigrantes austríacos, tinha recebido ao chegar fugindo da miséria e da guerra. Regina, arquiteta e urbanista, com experiência de trabalho em comunidades e movimentos sociais por terra e moradia, faz o projeto de arquitetura da entidade. O primeiro nome da entidade foi Cidade da Âncora, e a missão era “ser um espaço de aprendizagem, prática e multiplicação da cidadania”.

Em 2002 surge a necessidade de acompanhar a educação escolar dos atendidos e iniciou-se uma série de iniciativas de aproximação com a escola pública. O Projeto Âncora passou a oferecer reforço escolar e criou uma biblioteca. Em 2007 surgem os Encontros de Educação com o objetivo de ajudar na formação dos educadores das escolas públicas e dos estudantes de pedagogia da região. Nestes encontros estiveram presentes importantes nomes da educação como: Professor José Pacheco, Maria Sérgio Cortella e Frei Beto.

Cada vez ficava mais claro para o Projeto Âncora que o trabalho educacional que exercia precisava se consolidar e se expandir. Em 2011, com a morte do fundador, o Projeto Âncora dá um importante passo sonhado pelos fundadores, decide atender integralmente todas as crianças e abre uma escola formal com a ajuda do Professor José Pacheco, que ficou conhecido mundialmente por sua experiência na Escola da Ponte de Portugal.

O Projeto Âncora vem se consolidando como pioneiro de um trabalho de assistência social, que, aliado à educação, fornece às crianças e jovens e suas comunidades as ferramentas necessárias para acabarem com o círculo vicioso da pobreza e contribuírem para uma sociedade mais íntegra, justa e sustentável.

Foto Walter 7a

Walter Steurer

Nascido na cidade de Caçador (SC), filho de pais austríacos. A família mudou-se para São Paulo e fundou a operadora de turismo Transatlântica, presidida por Walter Steurer até 1995, ano em que se aposentou e vendeu a empresa. Neste mesmo ano, decidiu dedicar-se a algo capaz de diminuir as desigualdades sociais, que considerava seu dever como cidadão, o que o levou a fundar o Projeto Âncora.

Por 15 anos, até a data de seu falecimento em 2011, trabalhou pelo Projeto Âncora, deixando um exemplo de determinação e responsabilidade a ser seguido.

Regina Perfil 810x539

Foto: Lygia Vargas

Regina Machado Steurer

 

Regina Machado Steurer, arquiteta e urbanista. Desde 1981 trabalha com comunidades em urbanização de favelas, com grupos de Direitos Humanos, com movimentos sociais por moradia, terra e educação. Tem 2 filhos de 16 e 20 anos. Viúva de Walter Steurer, com quem fundou o Projeto Âncora em 1995, acreditando na Educação como a ferramenta mais libertadora e transformadora da História.

Natural de Juiz de Fora – MG, Regina se formou arquiteta e seu primeiro trabalho foi na urbanização da Favela do Vidigal – RJ em 1981. Morou em Bruxelas onde fez pós graduação em Teologia da Libertação para agentes pastorais do meio popular, seguida de dois meses em Ruanda para uma imersão no, então, país mais pobre da África. De volta ao Brasil trabalhou com Defesa dos Direitos Humanos em João Pessoa. No Espírito Santo conviveu com a realidade dos Sem Terra por dois anos. Em São Paulo trabalhou no Movimento de Urbanização de Favelas e, pelo movimento, foi indicada em 1989 para um cargo na Superintendência de Habitação Popular na Secretaria de Habitação. Em 1994 conheceu seu marido, Walter Steurer, que tinha o sonho de se dedicar a área social, “devolver ao país aquilo que dele tinha recebido”, como dizia. Walter vendeu sua empresa e ficou 15 anos na gestão do Projeto Âncora. Regina fez o projeto de arquitetura e cuida da dimensão política e pedagógica da instituição, sendo conselheira, voluntária e guardiã da essência e da história do Projeto Âncora. Sócia da Reúna Arquitetos Associados projetou cerca de 200 Centros Comunitários e igrejas em todo o Brasil.

 

Subida Da Lona Circo 1996

Subida da lona em 1996

 

Linha do tempo: Raízes e Asas

 

1994 : Walter e Regina Steurer viajam pelo Brasil buscando tecnologias sociais para fundação de um projeto social. As obras são iniciadas.

1995: Construção do Âncora para que no dia 23 de setembro, o despertar da primavera fosse coroado com a inauguração do Âncora.

1996: Subida da lona e inauguração da quadra

1997: 2º aniversário

2003: Inauguração CEC

2004: Formatura do curso de computação

2005: Inauguração da Pista de skate

2007 : Inauguração Porto do Saber

2010: Encontros de educação com José Pacheco e festa de 15 anos

2011: Passagem e espargimento das cinzas de Walter. Gestão Dr. Valter Stoiani

2012: Inauguração da Escola

2013: 18 anos e Vida em Trans-formação

2014: Comunidades de aprendizagem e Gestão Walter Teixeira

2017: Início do Ensino Médio